O Pequeno Príncipe

Editora: Agir
Autor:
Antoine de Saint-Exupéry
Número de páginas: 98
Avaliação:

(Skoob)

Sinopse


À primeira vista, um livro para crianças. Na definição de Antoine Saint-Exupéry, seu autor, "um livro urgentíssimo para adultos", o que talvez explique a extraordinária sobrevivência literária de O pequeno príncipe.
Publicado pela primeira vez em 1943 na Nova York em que foi escrito e, no ano seguinte, na França, o livro chegou à AGIR com o componente de acaso que, em geral, cerca a edição de fenômenos editoriais, já que a obra havia sido comprada por outra tradicional editora brasileira, que desistiu da publicação. Traduzida primorosamente por D. Marcos Barbosa, a versão brasileira chegou à livrarias em 1952, tendo vendido desde então mais de 4 milhões de exemplares.
Le Petit Prince, The Little Prince, El Principito, Der Kleine Prinz - em qualquer uma das mais de 150 línguas em que é publicado, causa encanto a história do piloto cujo avião cai no deserto do Saara, onde ele encontra um príncipe, "um pedacinho de gente inteiramente extraordinário" que o leva a uma jornada filosófica e poética através de planetas que encerram a solidão humana em personagens como o vaidoso, capaz de ouvir apenas elogios; o acendedor de lampiões, fiel ao regulamento; o bêbado, que bebia por ter vergonha de beber; o homem de negócios que possuía as estrelas contando-as e econtando-as em ambição inútil e desenfreada; a serpente enigmática; a flor a qual amava acima de todos os planetas.


 Considerações

Desculpem o desaparecimento! Viajei para o interior, casa de meus pais, e esqueci a resenha que iria publicar na minha casa! Li esses dias O Pequeno Príncipe, acreditem ou não, é a primeira vez que leio a obra. Não irei resenhar, mas separei alguns trechos do livro que achei de suma importância compartilhar com vocês, embora, tenha plena noção que a maioria já deve ter lido. O livro é simplesmente encantador!  Ao contrário do que dizem, não o considerei um livro inteiramente para crianças, contem pensamentos filosóficos bem complexos. Então é isso...

Começarei meus relatos pelo trecho do astrônomo turco que fez uma descoberta, porém, pelo seu modo de se vestir não deram valor a suas palavras: “Ele fizera na época uma grande demonstração da sua descoberta num Congresso Internacional de Astronomia. Mas ninguém lhe dera crédito, por causa das roupas que usava. As pessoas grandes são assim.”.

O Pequeno Príncipe conversa com um rei: “É preciso exigir de cada um o que cada um pode dar, replicou o rei.”
“Tu julgarás a ti mesmo, respondeu-lhe o rei. É o mais difícil. É bem mais difícil julgar a si mesmo que julgar os outros. Se consegues julgar-te bem, eis um verdadeiro sábio.”
      
   Outra personagem que me chamou atenção foi o homem de negócios, que passa a maior parte de sua vida acumulando riquezas do que as usufruindo.
      
   A conversa com a raposa é sem dúvida uma das mais memoráveis do livro: “A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!”.

  “-Só as crianças sabem o que procuram, disse o principezinho. Perdem tempo com uma boneca de pano, e a boneca se torna muito importante, e choram quando a gente toma... - Elas são felizes... disse o guarda-chaves.”.

  “Os homens do teu planeta, disse o principezinho, cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim... e não encontram o que procuram...”.
Pois bem, o livro tem inúmeros conselhos, entretanto, esses foram alguns que me chamaram atenção. Beijos para todos e uma ótima semana! :D


14 comentários:

Eliane disse...

Li O Pequeno Príncipe há muitos anos atrás. E lembro-me que marcou muito. Tive um amigo que vivia me mandando mensagens com quotes do Pequeno Príncipe.

Amei sua resenha. Muito bem escrita. Parabéns!

Beijo

Eliane (Leituras de Eliane)

PS: Vi seu recado no skoob e estou seguindo seu blog!

mila disse...

Nunca li o pequeno principe... tenho uma prima que é fascinada!!

Parabéns pela resenha!!

bjs
http://dailyofbooks.blogspot.com

Navegando em Páginas disse...

Oi adorei seu blog já estou seguindo!
Segue o meu:http://navegandoempaginas.blogspot.com/

Rachel Lima disse...

É tão difícil de marcar as melhores partes do livro! Se fosse para grifar com um marca texto eu tenho certeza que meu livro iria tomar um banho de tinta amarela - iria sublinhar TUDO. *______* Livro lindo lindo, merecia ser leitura obrigatória!
Beijones,

Rachel Lima
http://corujando.org

Gih Alves disse...

Ah, dá pra acreditar que eu nunca li esse livro? Pode até parecer estranho, mas meu primeiro contato com ele não foi muito legal e eu o abandonei, algo que me arrependo até hoje. esse ano coloquei na minha lista de leitura esses livros que eu abandonei ou que não tive uma boa impressão logo de cara e quero que esse seja um dos primeiros. Quanto as partes que você separou, Anderson, eu não li pois não quero estragar a surpresa de quando ler finalmente!


Se quiser conhecer meu cantinho: jeito-inedito.blogspot.com

Raah disse...

Nossa sempre tive vontade de ler o Pequeno Príncipe, mas nunca tive a oportunidade, adorei sua resenha e os conselhos/trechos tirados do livro, me chamaram muito a atenção. Vou incluir o livro na minha listinha!

nasproximaspaginas.blogspot.com

Kimberlly disse...

Aaaah, esse livro só me traz boas lembranças. Eu interpretei a raposa numa peça de colégio *-* Na época foi uma vergonha fazer isso na frente de todos, mas agora é meio que um orgulho. Amo, amo O Pequeno Príncipe. Todos deveriam lê-lo!
Um beijo.
http://amoressobrenaturais.blogspot.com

Priscilla Faustino disse...

Nossa, esse foi o primeiro livro que ganhei de presente, meu padrinho me deu quando eu tinha 7 anos. É claro que só fui lê-lo anos mais tarde. É realmente uma história encantadora!

Bjinho,
pirigueteliteraria.blogspot.com

Just Livros disse...

Primeiro livro que eu li e gostei, maravilhoso e todo mundo deveria ler *-*

Passa no meu blog? Tem Promoção:
http://just-livros.blogspot.com/

• Ӗwerton Ľenildo. disse...

Li esse livro, e hoje não lembro muita coisa. Só lembro que é lindo *---* E vou reler, para lembrar de tudo de novo. E trazer de volta aquela nostalgia deliciosa hehe :D
Ótima resenha ;)
Sucesso SEMPRE, abração.

Ewerton Lenildo - Academia de Leitura
papeldeumlivro.blogspot.com
@Papeldeumlivro

Luara Cardoso disse...

Esse livro é maravilhoso, é um daqueles livros que todo mundo devia ler e viver a experiência de O Pequeno Príncipe.

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Jacqueline Braga disse...

esse livro é lindo, um dos meus favoritos e que sempre releio.
Ótima resenha
bjo

Mariana Melo disse...

puxa, esse é clássico, né? Desses que dá pra ler mil vezes e amar sempre.

Beijinhos,
Mariana Melo
www.felizvros.com

luana souza disse...

Eliane tem como vs me manda um editorial do personagem
astrônomo e a raposa do livro o pequeno príncipe











Postar um comentário